Comunidade de Oeiras

Bem vindo à Paróquia de Nossa Senhora da Purificação de Oeiras

CEP publica primeiro volume da tradução da Bíblia feita por 34 investigadores

A Conferência Episcopal vai apresentar no dia 25 de março o primeiro volume da nova tradução da Bíblia em português feita 34 investigadores a partir das línguas originais, com a publicação da edição de “Os Quatro Evangelhos e Salmos”. De acordo com um comunicado, o projeto tem por finalidade apresentar “um texto uniforme”, traduzido “diretamente das línguas originais”, o hebraico, aramaico e grego, “para uso na liturgia, na catequese e em todas as atividades da Igreja em Portugal e, futuramente, nos outros países lusófonos, que seguem a tradução dos livros litúrgicos”.

No texto de apresentação do primeiro volume, D. Anacleto Oliveira, que preside à Comissão da Tradução da Bíblia da Conferência Episcopal Portuguesa, lembra a decisão de avançar com este projeto foi tomada em 2012 com a finalidade de transmitir “tudo o que os textos exprimem nas línguas originais”, mas de uma forma “compreensível para leitores e, sobretudo, ouvintes de hoje, já que se trata de uma tradução para, primariamente, ser proclamada de viva voz”.“São dois critérios difíceis de conjugar, devido sobretudo à distância temporal, espacial e cultural, entre a língua que é traduzida e aquela para a qual se traduz”, considera D. Anacleto Oliveira, na introdução da edição de “Os Quatro Evangelhos e Salmos”.

A tradução da Bíblia para português conta com a colaboração de 34 biblistasda Associação Bíblica Portuguesa (ABP) e de países de língua portuguesa e cada livro é traduzido por um biblista “perito no livro”, que o “faz acompanhar de uma introdução e notas explicativas”, sento depois “revista pela Subcomissão Científica respetiva”, uma para o Antigo Testamento e outra para o Novo Testamento.
“A edição sobressainão só pela tradução direta das línguas originais, como pela abrangência do seu processo, que, para além do grande número de colaboradores, inovaao integrar também os leitores no resultado final”, refere o comunicado, transcrevendo a introdução da obra, onde se indica que a edição definitiva vai acontecer depois da apreciação dos leitores.

“Decidimos não aprovar e publicar a edição definitiva, sem antes sujeitarmos a presente versão à apreciação dos leitores de língua portuguesa, cristãos ou não. Queremos que a versão final seja, o mais possível, fruto daquela participação sinodal na vida da Igreja, especialmente preconizada a partir do II Concílio Ecuménico do Vaticano e ultimamente reforçada pelo Papa Francisco”, escreve D. Anacleto Oliveira na introdução.
D. Anacleto Oliveira, biblista e bispo de Viana do Castelo, é o coordenador da nova tradução da Bíblia em português, promovida pela Conferência Episcopal Portuguesa e editada pela Fundação Secretariado Nacional da Educação Cristã.A Subcomissão Científica do Antigo Testamento é constituída por José Augusto Ramos (moderador; Catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa), Armindo Vaz e Luísa Almendra (Professores de Antigo Testamento na Faculdade de Teologia da UCP Lisboa).

A Subcomissão do Novo Testamentoé constituída por Mário Sousa (moderador; presidente da ABP e professor de Novo Testamento no Instituto Superior de Teologia de Évora), Pedro Falcão (professor de línguas clássicas Faculdade de Teologia da UCP Lisboa) e José Carlos Carvalho (professor de Novo Testamento na Faculdade de Teologia da UCP Porto).O primeiro volume da tradução da Bíblia em Português edita os Quatro Evangelhos e os Salmos e após a publicação de todos os livros, vai ser “ratificada pela Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos”, refere o comunicado de imprensa.

A apresentação da edição de “Os Quatro Evangelhos e os Salmos” vai ser apresentada no 25 de março, às 11h00, na Universidade Católica em Lisboa, numa sessão que deverá contar com a presença do presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o cardeal-patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente.

Ecclesia

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: