Comunidade de Oeiras

Bem vindo à Paróquia de Nossa Senhora da Purificação de Oeiras

QUEM SÃO OS SANTOS?

Um dia na catequese uma catequista perguntou a um menino de dez anos se queria ser Santo. Ele respondeu decidido, como que a esconjurar um mau agoiro: “Não, eu quero ser homem!” Isto acontece porque hoje a maioria das pessoas não sabe o que é ser Santo. E nós sabemos? As leituras deste dia ajudam-nos.

A primeira leitura, do livro do Apocalipse, mostra-nos uma multidão de pessoas marcadas com o sinal do Deus vivo. Essa multidão está de pé diante do Cordeiro, todos vestidos de branco e de palmas na mão. São os que vieram da grande tribulação, são os que lavaram as suas vestes no sangue do Cordeiro. Essa multidão que não se pode contar são os Santos, somos todos nós. Diz que somos 144.000 porque este número significa 12 x 12.000, ou seja, a totalidade das totalidades – todos os eleitos de todas as nações. Com eles, também nós fomos marcados na fronte com o sinal da cruz, no dia do nosso batismo. Estão de pé porque ressuscitaram com Cristo e já não dormem o sono da morte. Estão de branco porque os seus pecados estão perdoados e as suas vidas foram purificadas pelo sangue de Cristo, Cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo. As palmas que levam nas mãos significam que venceram com Cristo.

Essa multidão somos nós os que vivemos agora na grande tribulação deste mundo e que pela fé acreditamos em Cristo e assim vamos lavando as nossas vidas de todas as más ações. E que o Senhor chamou-nos a nós para sermos santos.

Pela fé, nós que somos pecadores recebemos a honra de sermos filhos de Deus e a esperança de sermos semelhantes a Ele, quando O virmos face a face. São João, na segunda leitura, diz que é esta esperança que enche as nossas vidas e nos purifica do pecado.Ser santo é aceitar este admirável amor que Deus tem por nós e deixar-se guiar por ele. Foi para isso que Deus nos criou – para sermos santos, para sermos felizes, para sermos realmente homens e mulheres de pé, que não se arrastam no desanimo e na miséria do pecado, mas que vivem na fé, na esperança e no amor. 

Sérgio Bruno.

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.