Comunidade de Oeiras

Bem vindo à Paróquia de Nossa Senhora da Purificação de Oeiras

Vigararia Geral – Nota sobre os sacramentos do Batismo e Matrimónio – COVID-19

13 de Março de 2020

Nota da Vigararia Geral sobre os sacramentos do Batismo e Matrimónio na sequência do Comunicado da Conferência Episcopal Portuguesa deste dia 13 de março, alguns têm perguntado quais são “as indicações diocesanas referentes a outros sacramentos e atos de culto, bem como à suspensão de catequeses e reuniões”.

Na “Nota aos diocesanos de Lisboa sobre a atual situação sanitária” do passado dia 11, o Senhor Patriarca, atento ao desenvolvimento da pandemia do Covid 19 e à análise científica da Direcção Geral de Saúde (DGS), indicava no n. 4: As vigararias, sob a coordenação dos seus vigários, devem seguir as determinações das autoridades nacionais e concelhias sobre espaços públicos e eventos em geral. Onde se encerrarem escolas, devem suspender-se as catequeses e outras ações pastorais que envolvam grupos mais numerosos. Cumpram-se as indicações quanto a visitas a estabelecimentos de saúde e prisionais, bem como a lares e residências. Quanto às celebrações em templos, também se seguirão prudentemente as diretivas das autoridades.

Assim, no que respeita à celebração dos sacramentos do batismo e matrimónio que não puderem ser transferidos para data mais conveniente, recomenda-se que se limite o número de participantes e se observem as normas de segurança indicadas pela DGS para evitar os contágios que se dão por proximidade.Tendo tudo isto em conta -o número dos participantes, sobretudo nas capelas mortuárias, e as normas de segurança que impeçam a transmissão do Coronavírus -não deixem os ministros da Igreja de assegurar as exéquias cristãs aos fiéis.

No ritual da celebração das exéquias são propostas várias possibilidades, e o sacerdote, tendo presente a diversidade de circunstâncias, usá-las-á livremente (cf. Ritual da Celebração das Exéquias, n. 24).Osserviços da Cúria diocesana mantêm-se em funcionamento. No entanto devem reduzir-se ao mínimo indispensável os assuntos a tratar presencialmente e utilizar-se o correio eletrónico ou o postal.

Patriarcado de Lisboa,

13 de março de 2020

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.